ORÇAMENTO

A arquitetura de interiores vai muito mais além do que apenas gerar espaços esteticamente bonitos.

Não é apenas decoração, escolher móveis, objetos e revestimentos, mas também pensar em diversos outros fatores extremamente importantes para o conforto dos usuários e funcionalidade do espaço, tais como: estrutura, instalações elétricas, hidráulicas, ar condicionado, fluxos dos espaços adjacentes, insolação, conforto ambiental, sensações e percepções psicológicas, dentre outras variáveis.

Além de trazer usos inusitados a itens considerados banais, ou não projetados para serem utilizados de uma determinada forma, tornando cada ambiente único e personalizado.  

O projeto de arquitetura de interiores é um conjunto de estudos de diversos fatores como ergonomia, conforto acústico e térmico, luminotécnica, entre outros, aliados com a estética e a funcionalidade do ambiente residencial, comercial ou corporativo, de acordo com as necessidades dos usuários. Compõem o projeto de interiores: layout, projeto luminotécnico, projeto de instalações elétricas, projeto de hidráulica, projeto de paginação de revestimento, projeto de gesso, projeto de paisagismo, projeto de mobiliário sob medida, indicação de móveis soltos e objetos decorativos, dentre outros, variando de acordo com cada projeto.

A função do arquiteto de interiores consiste em entender os usuários, suas preferências e como eles vão se comportar dentro do ambiente.

Traduzir as necessidades dos mesmos, adequando questões como os usos e fluxos dos espaços adjacentes ao que está resolvendo, as sensações psicológicas que os materiais, mobiliários, iluminação e outros aspectos de projeto trazem, pensando sempre na técnica, execução e viabilidade financeira.

1- Projeto de interiores é artigo de luxo?

Não. Ele deve ser encarado como necessidade, uma vez que passamos a maior parte do tempo dentro de espaços internos e é importante que eles sejam funcionais, confortáveis e agradáveis para seus usuários.

2- Quanto custa um projeto de interiores?

O custo de um projeto de interiores pode variar bastante dependendo da região e da maneira como o arquiteto ou escritório trabalha.

O valor cobrado depende de muitas variáveis, como: se será presencial ou online, se terá obra ou não, se haverá acompanhamento da obra, se será apenas decoração ou um projeto mais elaborado, quais serão os ambientes, além dos tipos de materiais que serão usados.

Há profissionais que cobram por hora, por metro quadrado e outros que optam pela taxa de administração, que consiste, geralmente, de 10% a 20% sobre o valor dos serviços e produtos gastos no projeto.

O orçamento varia de acordo com o que foi acertado com o arquiteto.  

WhatsApp chat